BUSCAR EM

Soluçes e Serviços

14/07/2017

O que todo CEO deveria saber sobre ciberataque

Confira 04 itens importantes

Compartilhe essa matéria
O primeiro risco que todo CEO deveria saber é que 60% de empresas pequenas podem fechar por conta de uma brecha na cibersegurança.

Depois dos ataques ransomware WannaCry e Petya, o termo segurança digital ganhou mais visibilidade do que nunca. Uma coisa que parecia distante, ou sob controle, está gerando grande preocupação em organizações e órgãos públicos. Só no Brasil, o Petya chegou afetando agências de publicidade, unidades hospitalares, companhias de vários tamanhos e até mesmo usuários domésticos.

A cibersegurança não é apenas responsabilidade do departamento da TI, mas sim de todos, incluindo CEO’s. Quando surgem riscos que podem afetar os lucros da empresa, sua responsabilidade e controle passam a ser do CEO.

De acordo com o presidente da IBM, Ginni Rometty, o crime cibernético pode ser a maior ameaça mundial para todas as empresas. A digitalização rápida da vida dos consumidores e dos registros empresariais aumentará o custo das violações de dados para US$ 2,1 trilhões até 2019. Desta forma, a segunda informação que um CEO deve guardar é que investir em cibersegurança se tornou extremamente necessário.

Sabendo disso, a terceira coisa que um CEO deve compreender é que a segurança cibernética não é um produto. São necessárias estratégias, planos de riscos da empresa e investimentos. Isso é um processo mais barato e vantajoso, caso haja um ciberataque.  
A quarta e última informação que um CEO deve saber é que: Esse é um trabalho que deve ser realizado por uma empresa especializada.

Investir na segurança do ambiente tecnológico é uma parte vital de toda corporação.

Fonte

Matéria extraída do site

SIGA A BRASILINE